Swift

Qual é a sua rebeldia?


É uma vez o mundo que enlouqueceu, parou de andar pra frente preferindo andar para trás. Diriam uns que é tempo de rebeldia, confirmariam outros que é tempo de máscaras sombrias. Tempo este que se faz preciso perguntar que tipo de rebelde você é? Um rebelde excludente dos tempos bárbaros ou um rebelde de fato, inclusivo e sensível ao mundo e seus avanços? É você um rebelde medroso incapaz de observar e entender o outro ou um rebelde que sabe que a grande ousadia está em aprender com o diferente? Que tipo de rebelde você é, afinal? O ignorante que acha que grito, porrada e isolacionismo resolvem as coisas ou o rebelde que sabe que a grande revolução está no diálogo? Qual, afinal a sua rebeldia? A rebeldia falsa dos imbecis que apagam a história, ou a rebeldia verdadeira que tenta a cada novo dia escrever sua história? Afinal, que tipo de rebelde você é? Um rebelde de fato ou apenas uma peça manipulada por mecanismos obscuros que te enchem de medos e fracassos? Vamos, levante-se, aprume-se, defina de uma vez qual é a sua rebeldia, porque se você for de fato um rebelde está na hora de tentar interromper esta jornada mesquinha, perigosa e sombria do Senhor Mundo que a passos largos segue à direita, à direita, à direita; à morte e à guerra.

Texto publicado no Jornal Destak de 11/11

Outros Posts interessantes

0 comentários

Flickr Images